/page/3

Trabalho final da disciplina

Com base nos textos da disciplina, realizar um dos trabalhos a seguir:

- realizar uma descrição detalhada de uma visita a uma ou mais exposições museográficas, produzindo uma interpretação dos conceitos e questões apresentadas através de técnicas de exposição, linguagens, composições, iluminação, cor, ambiência, mediações, interações, programas culturais, recepção do público

- realizar uma descrição detalhada de uma visita a site de uma instituição museal, produzindo uma interpretação dos conceitos e questões apresentadas através de técnicas de exposição, linguagens, composições, iluminação, cor, ambiência, textos

- realizar um estudo de um catálago de uma exposição, produzindo uma interpretação dos conceitos e questões apresentadas através de técnicas de exposição, linguagens, composições, iluminação, cor, ambiência, textos

vale usar também fotografia, video, sons, ou simplesmente texto

discussão dos trabalhos e avaliação da disciplina - 29/06/2012

data de entrega dos trabalhos  - 06/07/2012 - no escaninho do departamento ou por email -

rafaeldevos@yahoo.com

Life in a Day

museus de ciências

Alguns “museus de ciência”

Le Jardin des plantes - Paris FR

http://jardindesplantes.net/

Jardin Botanico de Curitiba

http://www.curitiba-parana.net/parques/jardim-botanico.htm

Museu de Ciências e Tecnologia - PUC-RS

http://www.pucrs.br/mct/

Muséum National d’Histoire Naturelle

http://www.mnhn.fr/museum/foffice/transverse/transverse/accueil.xsp

Zoo de Buenos Aires

http://www.zoobuenosaires.com.ar/

Cité des Sciences - Paris

http://www.cite-sciences.fr/fr/cite-des-sciences/

Há exposições que atingem você em cheio.

A exposição Yuyanapaq: Para Recordar, no Museo de la Nación , em Lima, é uma delas. A exposição foi montada em um ambiente estilo “bunker soviético de concreto” e explora os 20 anos de violência da luta armada (principalmente a sofrida pelos camponeses pobres do país). A exposição, que consiste principalmente em fotografia preto e branco abrange todo o período do “conflito interno peruano” e foi organizada pela Comissão da Verdade e Reconciliação (CVR). É uma exposição absolutamente impressionante!

O demo do vídeo que estou produzindo é para a disciplina da Maria Eugenia. O material vai ter aproximadamente de 7 a 8 minutos, faltam alguns ajustes nos textos e nas imagens. No Tumblr só da para publicar cinco minutos portanto o vídeo não esta completo.

espectro da radiação solar

espectro da radiação solar

Tipos de lâmpadas

Lâmpadas Incandescentes

São as lâmpadas mais antigas, que todos nós já tivemos ou ainda temos em nossas casas. Por serem de baixa eficiência (gastam muita energia para produzir muito calor e pouca luz - apenas 5% da energia elétrica consumida é transformada em luz, o restante é transformado em calor), estão sendo substituídas pelas Lâmpadas Fluorescentes.

Uso:   Em residências e espaços comerciais – para iluminação geral (em pendentes, plafons, lustres), iluminação decorativa ou de efeito (abajures, arandelas, luminárias de piso). Os modelos de lâmpadas espelhadas são para o uso em spots, para que a luz não seja desperdiçada, mas sim focada. Também estão presentes na iluminação interna de fogões e geladeiras;

  • Características: Luz Amarelada - aconchegante, ótima reprodução de cores, emitem calor;
  • Quer saber mais? Leia: Lâmpadas Incandescentes - dicas e fotos

   
Exemplos de lâmpadas incandescentes: Bulbo transparente | Bulbo leitoso para iluminação não ofuscante | Lâmpada vela | Lâmpada incandescente para fogão. Compare modelos e preços:Lâmpadas Incandescentes - Buscapé.

Lâmpadas Halógenas

Também são consideradas lâmpadas incandescentes, mas por possuirem halogêneo (bromo ou iodo) em sua constituição, são chamadas de lâmpadas halógenas. Elas são divididas em 2 grupos: para serem utilizadas em tensão de rede 110v ou 220v – consideradas de baixa eficiência, mas superiores às lâmpadas incandescentes comuns; e para serem utilizadas em redes de baixa tensão – 12v (obrigatório o uso de transformador), apresentando alta eficiência.

Lâmpadas do primeiro grupo – tensão de rede 110v ou 220v

  • Halógena Palito ou Lapiseira
  • Halógena haloPAR (20,30 e 38)
  • Halógena Halopin
  • Halógena Bipino

Lâmpadas do segundo grupo – baixa tensão de rede (12v)

  • Halógena Dicróica e Mini Dicróica
  • Halógena PAR 16 ou Gz 10
  • Halógena AR (48, 70 e 111)

Uso:   Para destacar objetos ou uma determinada área, pois apresentam alto controle do facho de luz. Indicadas para residências e comércios, podem ser utilizadas em pendentes, lustres e em spots embutidos. Alguns modelos estão disponíveis em diferentes cores.

  • Características: Luz amarelada, ótima reprodução de cores, emitem calor, possuem durabilidade maior que as demais incandescentes;
  • Quer saber mais? Leia: Lâmpadas Halógenas - dicas e fotos

     

Lâmpadas Halógenas:  PAR20, com filtro transparente, vermelho e verde respectivamente. Compare preços e modelosLâmpadas PAR 20 - Buscapé

    

Exemplos de Lâmpadas Halógenas:  Mini-dicróica |  Lâmpada dicróica bi-pino | Dicróica base E27 | Lâmpada dicróica. Compare preços e modelosLâmpadas Dicróicas - Buscapé

Lâmpadas Fluorescentes

Hoje em dia são as mais conhecidas e indicadas para o uso residencial e comercial, pois apresentam alta eficiência e baixo consumo de energia.

São comercializados 3 modelos:

  • Tubular:   as mais comuns e mais antigas das fluorescentes, é necessário o uso de reatores eletrônicos externos;
  • Compacta eletrônica:   seu acendimento é automático devido ao reator que já faz parte da lâmpada;
  • Compacta não integrada:  não apresenta o reator acoplado à lâmpada.

Uso:   Substituem as lâmpadas incandescentes e podem ser utilizadas na iluminação geral de residências e comércios (em pendentes, plafons, lustres), iluminação decorativa ou de efeito (abajures, arandelas, luminárias de piso).

  • Características: há lâmpadas fluorescentes com diferentes cores de luz (branca, azulada, amarelada, …), não emite calor, reprodução de cor aproximadamente 85% (Saiba Mais:Luminotécnica);
  • Quer saber mais? Leia: Lâmpadas Fluorescentes - dicas e fotos

Os fabricantes têm investido bastante nas lâmpadas fluorescentes: existem diversas cores e até mesmo a luz negra, tanto nos modelos compactos como nos tubulares. 
A maioria das pessoas conhece as lâmpadas fluorescentes de cor branca ou azulada, mas também podemos encontrar modelos com temperaturas de cor baixa, que apresentam cor amarelada, semelhante à luz da lâmpada incandescente comum.

       

Exemplos de lâmpadas fluorescentes: Lâmpada fluorescente eletrônica circular  |  Lâmpada fluorescente tubular | Lâmpada fluorescente compacta negra. Compare preços e modelos:Lâmpadas Fluorescentes - Buscapé


   

Lâmpadas Fluorescentes Compactas Espiral: várias coresCompare modelos e preços:Lâmpadas Fluorescentes - Submarino

Lâmpadas de Descarga (HID)

Uma descarga (de alta pressão) elétrica entre os eletrodos leva os componentes internos (gases sódio, xenon, mercúrio – cada modelo de lâmpada de descarga apresenta um tipo de gás) do tubo de descarga a produzirem luz. Este tipo de lâmpada leva de 2 a 15 minutos para acender por completo e necessitam de reatores eletrônicos para sua ignição (acionamento) e operação (manter-se ligada).

Possui baixo consumo de energia e a luz produzida é extremamente brilhante, possibilitando a iluminação de grandes áreas, além de serem compactas – lâmpadas relativamente pequenas.

Há 4 modelos de lâmpadas de descarga:

  • Multivapores Metálicos
  • Vapor de Sódio
  • Vapor de Mercúrio
  • Lâmpadas Mistas

Uso:   São utilizadas principalmente na iluminação interna de grandes lojas, galpões, fábricas, em vitrines e na iluminação de áreas externas (postes de ruas).

  • Características: há lâmpadas de descarga com diferentes qualidades de reprodução de cores e durabilidade variável, alguns modelos emitem menos calor que as halógenas;
  • Quer saber mais? Leia: Lâmpadas de Descarga (HID) - dicas e fotos

Lâmpada de Vapor de Sódio Ovóide  |  Lâmpada de Vapor Metálico Tubular. Compare preços e modelosLâmpadas de Descarga - Buscapé

LED´s - Lighting Emitted Diodes

Consideradas as lâmpadas mais modernas – produto de última tecnologia. Convertem energia elétrica diretamente em energia luminosa, através de pequenos chips. É um produto ecologicamente correto, pois seu consumo de energia é muito baixo e apresenta uma vida extremamente longa; utilizam baixa tensão de rede (10v ou 24v), logo necessitam de transformadores para converterem a energia. Devido a alta eficiência e ao baixo consumo estão substituindo as lâmpadas fluorescentes no uso residencial.

Uso:   Iluminação de destaque em ambientes residenciais e comerciais. Podem ser utilizadasem spots (sobre bancadas, objetos decorativos), arandelas (criar efeitos na parede), balizadores(iluminação de corredores e escadas) e na iluminação de fachadas.

  • Características: possui baixíssimo consumo de energia e vida útil muito grande, há lâmpadas de diferentes tonalidades de cores e não emitem calor;
  • Quer saber mais? Leia: Lâmpadas LED - dicas e fotos

          

Led Dicróica   |  Led PAR30 | Led Dicróicas coloridas verde e amarelo. Compare preços e modelosLâmpadas Led - Buscapé

        

Led base E27  |  Led AR111. Compare preços e modelosLâmpadas Led - Buscapé

Fibra Óptica

É um filamento de vidro ou de elementos poliméricos utilizado para transmitir a luz. Isto é, ao lançar um feixe de luz em uma das extremidades do filamento de fibra, esta parte de luz percorre toda a fibra por meio de reflexões sucessivas até “sair” pela outra extremidade, isto em uma velocidade altíssima.

É necessária apenas uma fonte geradora de luz para que esta possa percorrer o(s) cabo(s) de fibra óptica e assim iluminar vários outros pontos. Por isto, a iluminação com fibra óptica é considerada econômica, de baixa manutenção e segura - os filamentos transmitem a luz e não a energia elétrica.

Modelos

  • Filamentos:   0,5 a 1,5 milímetros.
  • Cabos:   de 8 a 17 milímetros (com luz pontual e lateral).

Alguns efeitos

  • Céu estrelado
  • Chão de estrelas
  • Cortina de luz

 

Fibra ótica cria efeito interessante na decoração. Fonte: Fasa Fibra Ótica

Uso:   É ideal para iluminação de efeito, em detalhes arquitetônicos, forro de gesso, painéis, móveis / nichos, jardins, piscinas e em vitrines de lojas. Garante maior liberdade na criação de efeitos luminotécnicos.

  • Características: não transmite calor, não emite ruídos, pode ser utilizada em vários locais (os cabos são bem finos) e é uma boa alternativa para substituir o néon.

   

Fibra Óptica Filamento - Fonte: Rui Cruz  |  Fibra Óptica Cabo -  Fonte: Arguta

Lâmpadas de Neón

A lâmpada de neón é composta por um tubo com gás neón em seu interior (este tubo pode terdiferentes formatos). Quando submetida à eletricidade, a lâmpada de neón emite uma luz vermelha (diferentes gases produzem diferentes cores). A tensão necessária para o funcionamento do tubo dependerá das dimensões deste e do gás utilizado, pode ser direto da rede ou com transformador.

Uso: É utilizada para iluminação decorativa, principalmente comercial. Seu inconveniente é o ruído emitido pelo reator.

   

Exemplos da aplicação de neón em fachadas. Fonte: Swon Design.

Fonte: http://www.cliquearquitetura.com.br/portal/dicas/view/tipos-de-lampadas/45

http://www.cepa.if.usp.br/energia/energia2000/turmaA/grupo6/lampadas_dicroicas.htm

Trabalho final da disciplina

Com base nos textos da disciplina, realizar um dos trabalhos a seguir:

- realizar uma descrição detalhada de uma visita a uma ou mais exposições museográficas, produzindo uma interpretação dos conceitos e questões apresentadas através de técnicas de exposição, linguagens, composições, iluminação, cor, ambiência, mediações, interações, programas culturais, recepção do público

- realizar uma descrição detalhada de uma visita a site de uma instituição museal, produzindo uma interpretação dos conceitos e questões apresentadas através de técnicas de exposição, linguagens, composições, iluminação, cor, ambiência, textos

- realizar um estudo de um catálago de uma exposição, produzindo uma interpretação dos conceitos e questões apresentadas através de técnicas de exposição, linguagens, composições, iluminação, cor, ambiência, textos

vale usar também fotografia, video, sons, ou simplesmente texto

discussão dos trabalhos e avaliação da disciplina - 29/06/2012

data de entrega dos trabalhos  - 06/07/2012 - no escaninho do departamento ou por email -

rafaeldevos@yahoo.com

Life in a Day

museus de ciências

Alguns “museus de ciência”

Le Jardin des plantes - Paris FR

http://jardindesplantes.net/

Jardin Botanico de Curitiba

http://www.curitiba-parana.net/parques/jardim-botanico.htm

Museu de Ciências e Tecnologia - PUC-RS

http://www.pucrs.br/mct/

Muséum National d’Histoire Naturelle

http://www.mnhn.fr/museum/foffice/transverse/transverse/accueil.xsp

Zoo de Buenos Aires

http://www.zoobuenosaires.com.ar/

Cité des Sciences - Paris

http://www.cite-sciences.fr/fr/cite-des-sciences/

Há exposições que atingem você em cheio.

A exposição Yuyanapaq: Para Recordar, no Museo de la Nación , em Lima, é uma delas. A exposição foi montada em um ambiente estilo “bunker soviético de concreto” e explora os 20 anos de violência da luta armada (principalmente a sofrida pelos camponeses pobres do país). A exposição, que consiste principalmente em fotografia preto e branco abrange todo o período do “conflito interno peruano” e foi organizada pela Comissão da Verdade e Reconciliação (CVR). É uma exposição absolutamente impressionante!

O demo do vídeo que estou produzindo é para a disciplina da Maria Eugenia. O material vai ter aproximadamente de 7 a 8 minutos, faltam alguns ajustes nos textos e nas imagens. No Tumblr só da para publicar cinco minutos portanto o vídeo não esta completo.

espectro da radiação solar

espectro da radiação solar

Tipos de lâmpadas

Lâmpadas Incandescentes

São as lâmpadas mais antigas, que todos nós já tivemos ou ainda temos em nossas casas. Por serem de baixa eficiência (gastam muita energia para produzir muito calor e pouca luz - apenas 5% da energia elétrica consumida é transformada em luz, o restante é transformado em calor), estão sendo substituídas pelas Lâmpadas Fluorescentes.

Uso:   Em residências e espaços comerciais – para iluminação geral (em pendentes, plafons, lustres), iluminação decorativa ou de efeito (abajures, arandelas, luminárias de piso). Os modelos de lâmpadas espelhadas são para o uso em spots, para que a luz não seja desperdiçada, mas sim focada. Também estão presentes na iluminação interna de fogões e geladeiras;

  • Características: Luz Amarelada - aconchegante, ótima reprodução de cores, emitem calor;
  • Quer saber mais? Leia: Lâmpadas Incandescentes - dicas e fotos

   
Exemplos de lâmpadas incandescentes: Bulbo transparente | Bulbo leitoso para iluminação não ofuscante | Lâmpada vela | Lâmpada incandescente para fogão. Compare modelos e preços:Lâmpadas Incandescentes - Buscapé.

Lâmpadas Halógenas

Também são consideradas lâmpadas incandescentes, mas por possuirem halogêneo (bromo ou iodo) em sua constituição, são chamadas de lâmpadas halógenas. Elas são divididas em 2 grupos: para serem utilizadas em tensão de rede 110v ou 220v – consideradas de baixa eficiência, mas superiores às lâmpadas incandescentes comuns; e para serem utilizadas em redes de baixa tensão – 12v (obrigatório o uso de transformador), apresentando alta eficiência.

Lâmpadas do primeiro grupo – tensão de rede 110v ou 220v

  • Halógena Palito ou Lapiseira
  • Halógena haloPAR (20,30 e 38)
  • Halógena Halopin
  • Halógena Bipino

Lâmpadas do segundo grupo – baixa tensão de rede (12v)

  • Halógena Dicróica e Mini Dicróica
  • Halógena PAR 16 ou Gz 10
  • Halógena AR (48, 70 e 111)

Uso:   Para destacar objetos ou uma determinada área, pois apresentam alto controle do facho de luz. Indicadas para residências e comércios, podem ser utilizadas em pendentes, lustres e em spots embutidos. Alguns modelos estão disponíveis em diferentes cores.

  • Características: Luz amarelada, ótima reprodução de cores, emitem calor, possuem durabilidade maior que as demais incandescentes;
  • Quer saber mais? Leia: Lâmpadas Halógenas - dicas e fotos

     

Lâmpadas Halógenas:  PAR20, com filtro transparente, vermelho e verde respectivamente. Compare preços e modelosLâmpadas PAR 20 - Buscapé

    

Exemplos de Lâmpadas Halógenas:  Mini-dicróica |  Lâmpada dicróica bi-pino | Dicróica base E27 | Lâmpada dicróica. Compare preços e modelosLâmpadas Dicróicas - Buscapé

Lâmpadas Fluorescentes

Hoje em dia são as mais conhecidas e indicadas para o uso residencial e comercial, pois apresentam alta eficiência e baixo consumo de energia.

São comercializados 3 modelos:

  • Tubular:   as mais comuns e mais antigas das fluorescentes, é necessário o uso de reatores eletrônicos externos;
  • Compacta eletrônica:   seu acendimento é automático devido ao reator que já faz parte da lâmpada;
  • Compacta não integrada:  não apresenta o reator acoplado à lâmpada.

Uso:   Substituem as lâmpadas incandescentes e podem ser utilizadas na iluminação geral de residências e comércios (em pendentes, plafons, lustres), iluminação decorativa ou de efeito (abajures, arandelas, luminárias de piso).

  • Características: há lâmpadas fluorescentes com diferentes cores de luz (branca, azulada, amarelada, …), não emite calor, reprodução de cor aproximadamente 85% (Saiba Mais:Luminotécnica);
  • Quer saber mais? Leia: Lâmpadas Fluorescentes - dicas e fotos

Os fabricantes têm investido bastante nas lâmpadas fluorescentes: existem diversas cores e até mesmo a luz negra, tanto nos modelos compactos como nos tubulares. 
A maioria das pessoas conhece as lâmpadas fluorescentes de cor branca ou azulada, mas também podemos encontrar modelos com temperaturas de cor baixa, que apresentam cor amarelada, semelhante à luz da lâmpada incandescente comum.

       

Exemplos de lâmpadas fluorescentes: Lâmpada fluorescente eletrônica circular  |  Lâmpada fluorescente tubular | Lâmpada fluorescente compacta negra. Compare preços e modelos:Lâmpadas Fluorescentes - Buscapé


   

Lâmpadas Fluorescentes Compactas Espiral: várias coresCompare modelos e preços:Lâmpadas Fluorescentes - Submarino

Lâmpadas de Descarga (HID)

Uma descarga (de alta pressão) elétrica entre os eletrodos leva os componentes internos (gases sódio, xenon, mercúrio – cada modelo de lâmpada de descarga apresenta um tipo de gás) do tubo de descarga a produzirem luz. Este tipo de lâmpada leva de 2 a 15 minutos para acender por completo e necessitam de reatores eletrônicos para sua ignição (acionamento) e operação (manter-se ligada).

Possui baixo consumo de energia e a luz produzida é extremamente brilhante, possibilitando a iluminação de grandes áreas, além de serem compactas – lâmpadas relativamente pequenas.

Há 4 modelos de lâmpadas de descarga:

  • Multivapores Metálicos
  • Vapor de Sódio
  • Vapor de Mercúrio
  • Lâmpadas Mistas

Uso:   São utilizadas principalmente na iluminação interna de grandes lojas, galpões, fábricas, em vitrines e na iluminação de áreas externas (postes de ruas).

  • Características: há lâmpadas de descarga com diferentes qualidades de reprodução de cores e durabilidade variável, alguns modelos emitem menos calor que as halógenas;
  • Quer saber mais? Leia: Lâmpadas de Descarga (HID) - dicas e fotos

Lâmpada de Vapor de Sódio Ovóide  |  Lâmpada de Vapor Metálico Tubular. Compare preços e modelosLâmpadas de Descarga - Buscapé

LED´s - Lighting Emitted Diodes

Consideradas as lâmpadas mais modernas – produto de última tecnologia. Convertem energia elétrica diretamente em energia luminosa, através de pequenos chips. É um produto ecologicamente correto, pois seu consumo de energia é muito baixo e apresenta uma vida extremamente longa; utilizam baixa tensão de rede (10v ou 24v), logo necessitam de transformadores para converterem a energia. Devido a alta eficiência e ao baixo consumo estão substituindo as lâmpadas fluorescentes no uso residencial.

Uso:   Iluminação de destaque em ambientes residenciais e comerciais. Podem ser utilizadasem spots (sobre bancadas, objetos decorativos), arandelas (criar efeitos na parede), balizadores(iluminação de corredores e escadas) e na iluminação de fachadas.

  • Características: possui baixíssimo consumo de energia e vida útil muito grande, há lâmpadas de diferentes tonalidades de cores e não emitem calor;
  • Quer saber mais? Leia: Lâmpadas LED - dicas e fotos

          

Led Dicróica   |  Led PAR30 | Led Dicróicas coloridas verde e amarelo. Compare preços e modelosLâmpadas Led - Buscapé

        

Led base E27  |  Led AR111. Compare preços e modelosLâmpadas Led - Buscapé

Fibra Óptica

É um filamento de vidro ou de elementos poliméricos utilizado para transmitir a luz. Isto é, ao lançar um feixe de luz em uma das extremidades do filamento de fibra, esta parte de luz percorre toda a fibra por meio de reflexões sucessivas até “sair” pela outra extremidade, isto em uma velocidade altíssima.

É necessária apenas uma fonte geradora de luz para que esta possa percorrer o(s) cabo(s) de fibra óptica e assim iluminar vários outros pontos. Por isto, a iluminação com fibra óptica é considerada econômica, de baixa manutenção e segura - os filamentos transmitem a luz e não a energia elétrica.

Modelos

  • Filamentos:   0,5 a 1,5 milímetros.
  • Cabos:   de 8 a 17 milímetros (com luz pontual e lateral).

Alguns efeitos

  • Céu estrelado
  • Chão de estrelas
  • Cortina de luz

 

Fibra ótica cria efeito interessante na decoração. Fonte: Fasa Fibra Ótica

Uso:   É ideal para iluminação de efeito, em detalhes arquitetônicos, forro de gesso, painéis, móveis / nichos, jardins, piscinas e em vitrines de lojas. Garante maior liberdade na criação de efeitos luminotécnicos.

  • Características: não transmite calor, não emite ruídos, pode ser utilizada em vários locais (os cabos são bem finos) e é uma boa alternativa para substituir o néon.

   

Fibra Óptica Filamento - Fonte: Rui Cruz  |  Fibra Óptica Cabo -  Fonte: Arguta

Lâmpadas de Neón

A lâmpada de neón é composta por um tubo com gás neón em seu interior (este tubo pode terdiferentes formatos). Quando submetida à eletricidade, a lâmpada de neón emite uma luz vermelha (diferentes gases produzem diferentes cores). A tensão necessária para o funcionamento do tubo dependerá das dimensões deste e do gás utilizado, pode ser direto da rede ou com transformador.

Uso: É utilizada para iluminação decorativa, principalmente comercial. Seu inconveniente é o ruído emitido pelo reator.

   

Exemplos da aplicação de neón em fachadas. Fonte: Swon Design.

Fonte: http://www.cliquearquitetura.com.br/portal/dicas/view/tipos-de-lampadas/45

http://www.cepa.if.usp.br/energia/energia2000/turmaA/grupo6/lampadas_dicroicas.htm

Sombras
Trabalho final da disciplina
Mostra no MASP reune 37 obras de Amedeo Modigliani
Visita cemitério de Paris Virtual
museus de ciências
Tipos de lâmpadas

About:

referências das aulas, exercícios, coisas compartilhadas na UFSC